Aqui NÃO!

7 de outubro de 2011

Veja como a luta de moradores do Ipiranga conseguiu salvar um patrimônio histórico e a preservar características do Parque da Independência

Patrimônio histórico nacional, o Parque da Independência foi inaugurado em 1988, possui 184.830 m² de área total, abriga o Museu do Ipiranga, o Monumento à Independência, a Casa do Grito, um viveiro de plantas e o Museu de Zoologia. Construídos para abraçar o Museu do Ipiranga, os jardins franceses localizados logo à frente do Museu são de uma beleza estonteante. É composto por topárias de buxos e azaléias, que delimitam canteiros de rosas, palmeiras e ciprestes.

Atrás do Museu tem um bosque onde podemos encontrar espécies nativas como guapuruvu, pau-ferro, sapucaia, cedro, figueira e araribá, entre outras, e também árvores frutíferas. Destaque para a pista de cooper com 1000 metros e 20 aparelhos de ginástica, ótimo para quem gosta de se exercitar com tranqüilidade e prefere fugir dos parques mais famosos e freqüentados. 

No topo da lista das regiões mais valorizadas da cidade está a região central e bairros adjacentes, onde se encontra o Ipiranga. Segundo a Embraesp – Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio, entre o ano de 2008 e 2011, o bairro teve uma valorização de 63%. Ao longo dos anos, esta explosão positiva, fez com que até áreas de valor histórico sofressem com a especulação imobiliária. É o caso de uma área de 22 mil metros quadrados, localizada entre a rua Bom Pastor e a Sorocabanos, que pertencia ao antigo Asilo Bom Pastor, ao lado do Museu do Ipiranga. Em 1995, a Construtora Gafisa adquiriu o terreno de uma congregação de freiras e também a autorização do Condephaat para a demolição do Convento Bom Pastor e construção de duas torres de prédios de 15 andares com vista permanente para o Parque da Independência. A alegação é que o convento não tinha valor histórico apesar de ser datado do século XIX. Mas no local ainda existe a Capela de Bom Jesus do Horto, que abriga a Igreja Católica Ortodoxa da Anunciação, conhecida como Igreja dos Russos, que dava assistência às famílias refugiadas da 2a Guerra Mundial. Em 2005, a Prefeitura de São Paulo assinou o decreto nº 46530 declarando a área de utilidade pública para fins de desapropriação. Entre idas e vindas na justiça, a boa notícia é que agora, após mais de 15 anos e muita mobilização por parte da comunidade do bairro do Ipiranga, a área será finalmente incorporada ao Parque da Independência. A idéia é construir novos equipamentos que incluem pista de skate, arena para shows, atividades para a 3ª Idade, lanchonete, playground, viveiro para plantas e áreas de lazer.

Palavras chaves: , , , , ,

  • patricia dias:
    21 de novembro de 2011 às 14:15

    gostaria de obter imagens, fotografias da arquitetura da parte externa e interna do Convento Bom Pastor, que foi demilido para construções de prédiospela empresa Gafisa, porém esta área se incorporada ao Parque da Independência.
    O motivo de tal pesquisa vem ao fato que atualmente possuo um Conservatório em São Caetano do Sul, fundado em 1.959, gostaria de trasformá-lo em um Patrimônio Cultural desta cidade, e gostaria que fosse com a arquitetura um pouco semelhante.

Deixe seu comentário




(*)campos obrigatórios.